Conecte-se conosco

Marketing e Turismo

O poder do storytelling no turismo

No turismo, onde a experiência é o produto, contar uma história envolvente pode ser o diferencial que transforma um destino de “interessante” para “único”.

Publicado

em

imagem criada com AI onde uma idosa com um livro nas mãos conta uma história pra uma jovem mulher. Ambas são brancas e estão sentadas.
AI Midjourney/ Thiago Akira

Em um mundo saturado de informações e opções, o storytelling se torna uma ferramenta poderosa para capturar a atenção e o coração dos viajantes. No turismo, onde a experiência é o produto, contar uma história envolvente pode ser o diferencial que transforma um destino de “interessante” para “único”.

Imagine dois anúncios de viagem para uma praia tropical. O primeiro mostra belas imagens do mar azul e areia branca com uma legenda genérica como “Venha para o Paraíso”. O segundo, no entanto, conta a história de Maria, uma pescadora local que acorda todos os dias ao nascer do sol para pescar no oceano cristalino e prepara pratos de frutos do mar frescos para os visitantes. Qual dos dois é mais atraente? Qual faz você querer saber mais e, eventualmente, visitar o lugar?

LEIA TAMBÉM: Como atrair e encantar nômades digitais no turismo?

O storytelling é mais do que um mero truque de marketing, é uma forma de conectar-se emocionalmente com o público. Ele permite que as marcas e destinos mostrem sua personalidade, seus valores e o que os torna únicos. No contexto do turismo, isso pode ser particularmente eficaz. Afinal, viajar é uma experiência profundamente pessoal e emocional. Queremos mais do que belas vistas, queremos sentir, aprender e crescer.

Mas como você pode efetivamente utilizar o storytelling no turismo?

Aqui vão algumas dicas:

  • Conheça seu público: Antes de contar sua história, você precisa saber para quem está contando. Diferentes histórias conectam com diferentes grupos de pessoas.
  • Autenticidade é a chave: As pessoas podem perceber quando uma história é falsa ou fabricada. Conte histórias verdadeiras que representem fielmente o destino ou marca.
  • Mostre, não conte: Use imagens, vídeos, e outros meios para tornar sua história mais envolvente e memorável.
  • Inclua personagens relatáveis: Seja um guia de turismo carismático, um chef local, uma artesã ou um viajante anterior, personagens dão vida à sua história.
  • Crie um arco narrativo: Toda boa história tem um começo, um meio e um fim. Planeje sua narrativa para que ela tenha um fluxo lógico e um ponto culminante emocionante.
  • Chame para a ação: Depois de envolver seu público com sua história, direcione-os para o próximo passo, seja ele fazer uma reserva, assinar um canal ou seguir você nas redes sociais.

O poder do storytelling no marketing de destinos turísticos é imenso. Ele não apenas aumenta o engajamento e a retenção, mas também constrói uma conexão emocional duradoura com o público. E no mundo do turismo, onde as emoções e experiências são o produto final, essa conexão é o que realmente conta.

LEIA TAMBÉM: Conheça o resort no Caribe onde é sempre 17 horas

Então, no planejamento da sua próxima viagem observe como os destinos e agentes de viagens contam suas histórias e perceba o impacto que isso causa no processo de decisão. Se você trabalha no turismo, use e abuse das histórias, você vai perceber como é possível encantar com o uso de técnicas de storytelling. As viagens começam pelas histórias.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.