Conecte-se conosco

Segurança e Turismo

Perigos digitais durante suas viagens

Saiba como proteger as informações que estão em seu celular, laptop e tablet ao viajar, evitando acesso de hackers e outros golpes.

Publicado

em

É importante ter atenção ao se conectar em redes públicas e escanear QR codes para evitar hackers e outros tipos de fraude. (Foto: Freepik/ montagem)

Para Mario Quintana, viajar é mudar a roupa da alma. Essa premissa está intimamente ligada à mudança de comportamento e ao relaxamento, fatores essenciais nas viagens.

Viajar, sem dúvida, é uma ótima forma de conhecer novos lugares, pessoas e culturas. No entanto, sem deixar de seguir procedimentos fundamentais de proteção. Sua diversão pode se transformar em dor de cabeça, caso deixe de prestar atenção em aspectos essenciais de segurança.

A troca de roupa trazida pelo poeta deve estar cercada de fatores protecionais que garantam a integridade física, moral e financeira do viajante, especialmente nas questões virtuais e digitais.

Por isso, serão trazidas algumas digas de segurança, cuja finalidade é a proteção de dispositivos e dados pessoais. Evitando que seu lazer se transforme em momento de preocupação.

Com o que se preocupar?

Num passado, não muito distante, viajar com segurança significava apenas proteger seus documentos e bagagens. Atualmente, essa proteção deve ser pensada de forma ampliada, pois nossa segurança online precisa ser considerada.

Em todos os momentos de suas viagens, sejam a lazer ou trabalho, suas informações estão tramitando por aí, nesse imenso mundo virtual. Essa situação é tão comum que, por muitas vezes, não consideramos o risco potencial envolvido nas mais simples atividades.

LEIA TAMBÉM: Ano novo, viagem nova! Mas com segurança

Um exemplo rotineiro se dá na utilização de redes públicas e abertas de Wi-Fi e conexões Bluetooth, sendo consideradas as principais fontes de ameaças digitais durante suas viagens.

De mesmo modo, há redes maliciosas que copiam pontos autênticos de conexão. Quando o usuário se conecta pode fornecer acesso aos dispositivos, o que facilita o roubo de dados e a instalação de softwares que comprometem o funcionamento.

Outro golpe comum está aliado à engenharia social, conhecido como Phising, ocorre através de mensagens infectadas com links e arquivos maliciosos. Ao acessar e/ou baixar determinados conteúdos, você é levado a páginas nas quais informa dados pessoais. Muitas vezes, essas páginas são cópias quase idênticas de websites reais.

Nas dicas tradicionais, não se pode deixar de falar dos perigos físicos, tais como extravios, furtos e roubos.

Locais de maior preocupação

Provavelmente, serão citados ambientes comuns nos quais você passará em determinado momento durante suas viagens.

Aeroportos, rodoviárias ou locais de embarque

Ao embarcar para seu destino você poderá usar os serviços disponibilizados pelas empresas de transporte, em qualquer modal escolhido. Quase todos os locais destinados a esta finalidade oferecem o Wi-Fi gratuito.

A questão mais difícil é atestar a segurança ou não do serviço disponibilizado. Acessar esses serviços pode colocar em risco sua integridade de dados. No entanto, caso decida utilizar tenha muito cuidado com os acessos a serem realizados.  

É aconselhável não fazer login em sites que exijam senhas, pois hackers podem usar softwares para capturar sua senha. Evite qualquer site que retenha suas informações confidenciais, como sites de transações bancárias ou quaisquer outras nas quais você armazena informações de cartão de crédito ou outras julgadas importantes.

Restaurantes, cafeterias e afins

Esses ambientes, além de nos oferecer a nutrição necessária para nossas experiências, são lugares próprios para acessar os dispositivos eletrônicos e dar aquela conferida nas redes sociais, enquanto viajamos. Grande parte desses ambientes oferece acesso gratuito a redes Wi-Fi na utilização de serviços.

LEIA TAMBÉM: “Bora” viajar com segurança! O que não deve ficar para trás?

Novamente, cabe o alerta. Pois mesmo que passem a ideia de proteção, devido as senhas que são comumente utilizadas, deve-se ter muito cuidado com os acessos realizados nesses momentos de menor preocupação com quesitos de segurança. Os ambientes em que você se sente mais confortável, são os mais propícios para os ataques a seus dispositivos.

Nos Hotéis, pousadas, hostels

A ideia central é que chegando ao seu destino você pode relaxar totalmente, se entregar ao descanso e à curtição. É o que se esperara!

No entanto, não se descuide ao começar a utilizar o Wi-Fi da sua acomodação, pois seus dados podem estar comprometidos. Todo cuidado deve ser mantido, antes do devido relaxamento e a troca de roupa.

Ao realizar o check-in, certifique-se de verificar os dados oficiais do Wi-Fi da sua hospedagem. Mesmo assim, com todo esse cuidado você ainda deve ter cautela na utilização do Wi-Fi, a menos que tenha uma Virtual Private Network (VPN), que é uma rede privada virtual como diz o próprio nome.

Cuidados com o acesso via QR CODE

Tem sido cada vez mais verificado estabelecimentos aderindo a soluções digitais para facilitar o acesso de seus clientes, otimizando serviços e experiências. Uma dessas adequações é a utilização do QR Code, recurso atrativo, fácil e rápido que permite ao cliente acessar informações, conferir cardápios e realizar pagamentos.

No entanto, a popularização da ferramenta, também abriu portas para os crimes virtuais, pois golpistas têm usado QR Codes manipulados para acessar dispositivos eletrônicos e ter acesso a dados confidenciais.

Para evitar possíveis transtornos nessa situação específica, sugere-se:

Ao acessar o QR Code, certifique-se que realmente seja de confiável. Caso esteja em algum lugar físico e haja dúvidas confirme as informações com pessoas devidamente identificadas com o ambiente.

LEIA TAMBÉM: CCBB BH: mostra oferece oficinas artísticas e antecipa o Carnaval com pocket show da Estação Primeira de Mangueira

Utilize um dispositivo de leitura próprio do seu dispositivo eletrônico, pois esses dispõem de mecanismos de segurança próprios.

Sempre verifique o URL de destino da busca pretendida, caso haja dúvida não realize a operação para escanear o QR Code.

Na dúvida da licitude do QR Code não faça a leitura.

Como manter seus dispositivos e informações a salvo?

Você pode e deve adotar algumas práticas básicas de segurança digital para manter seus aparelhos e dados pessoais em um nível mais adequado de proteção, privacidade e sigilo. Para isso, seguem recomendações de segurança:

Mantenha seus aparelhos devidamente bloqueados, utilize senhas consideradas fortes e deixe ligados os dispositivos de localização, limitando e restringindo os acessos;

Tenha o devido cuidado com redes Wi-Fi e públicas;

Instale uma VPN confiável; e

Tenha sempre moderação na utilização de dispositivos eletrônicos que podem oferecer brechas de segurança, durante suas viagens.

No mais, curta a viagem!!!

Adote procedimentos que possam contribuir com sua tranquilidade.  Sua segurança, sempre em primeiro lugar. Divirta-se em suas viagens. Caso queira compartilhar suas experiências, de forma que a coluna possa contribuir para a segurança dos demais turistas, envie sua sugestão no nosso Instagram @portaluaiturismo .

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.